menu mobile
Corretor

Dicas e Notícias


Centros das cidades cada vez mais valorizados

06/01/2015

Thumb Noticias

Centros das cidades despontam e imóveis são cada vez mais valorizados

O Fluminense, 05/jan

Fatores como transporte e oferta de serviços fizeram com que alguns bairros da região se mantivessem como os mais valorizados em 2014. Em Niterói, o Centro apareceu como nova aposta para habitação ao lado de bairros tradicionais da cidade. Em Itaboraí e Maricá, o Centro também foi o grande destaque do ano que passou, enquanto São Gonçalo aponta novas regiões para moradia.

 

Segundo o diretor superintendente da Soter, Julio Kezem, o metro quadrado mais valorizado de Niterói em 2014 "não foi nenhuma surpresa". Para ele, por diversas razões, Icaraí, São Francisco e Charitas são os bairros que mais se destacaram no ano.". 

 

Dependendo da localização no próprio bairro, o imóvel pode ser mais valorizado ou não. Mas essas áreas têm hoje um metro quadrado custando em torno de R$ 10 mil. Os principais fatores que contribuem para essa grande valorização são: edifícios novos e modernos, proximidade de serviços, comércio e das barcas. É difícil prever valorização, mas se eu pudesse apostar em um bairro que fosse continuar valorizando no próximo ano, Charitas seria minha escolha", aponta.

 

Para os que pretendem investir, Kezem lembra que existem fatores importantes, além da localidade. Ele aposta nos bairros previstos para receber melhorias na infraestrutura como tendência para valorização.

 

"Acredito na Região Oceânica e Pendotiba como tendências. Essas áreas estão sendo alvo de grande investimento de urbanização, infraestrutura e mobilidade. Ainda não são as mais valorizadas, porém, após a conclusão dessas obras, o cenário tende a mudar", opina. 

 

O coordenador do setor de aluguel da Coluna Consultoria Imobiliária, Adriano Tostes, afirma que Santa Rosa também é um bairro que têm se destacado em função da maior disponibilidade de terrenos para construção e da saturação que acontece em outros locais.

 

"No bairro, atualmente acontece o que chamamos de revalorização. A localidade atrai demanda em função de oferecer serviços, possuir um polo comercial, escolas e imóveis com valores ainda acessíveis", explica.

 

Além dos bairros tradicionalmente valorizados em Niterói, o diretor regional da PDG Rio, Claudio Hermolin, confirma que o Centro também já faz parte das localidades que aumentaram seu valor por metro quadrado em 2014.

 

"O importante no momento é se informar sobre os investimentos que a região terá, pois esse fator pode modificar completamente o perfil, elevando o patamar dos preços. Um exemplo é a Região do Porto Maravilha no Rio de Janeiro, que valorizou uma área da cidade, antes abandonada. Acreditamos que o mesmo movimento irá ocorrer com o centro de Niterói", analisa.

 

Em São Gonçalo, de acordo com Saint Claire Bastos, diretor da SC Bastos, os bairros mais valorizados em 2014 continuam os mesmos que já se destacam há algum tempo, como Parada 40, Brasilândia, Mangueira e Zé Garoto.

 

"Apesar de valorizados, vale destacar que esses bairros já não têm mais terrenos disponíveis para construções. Por isso, os novos empreendimentos estão se voltando para Alcântara, Laranjal e Marambaia, que possuem bons terrenos e, até o momento, possuem preços acessíveis. O perfil dos novos investimentos são de unidades com custo de até 200 mil reais, que podem ser financiados através do programa Minha Casa Minha Vida", conta.

 

Em Maricá, o centro da cidade se firmou como área mais valorizada em 2014, de acordo com Diogo da Silva Costa, corretor da Imobi. Segundo ele, a oferta de serviços e comércio são os principais fatores que geram interesse pelo bairro.

 

"Atualmente, no Centro surgem muitas empresas e vários lançamentos de prédios residenciais e comerciais. Fora isso, o bairro possui hospital, mercados e transporte, o que faz com que as pessoas queiram morar ali. A tendência é que o preço do metro quadrado possa até triplicar por causa dos investimentos. Itapeba também pode ser citada como bastante valorizada, com áreas para construção e proximidade do Centro. Na verdade, todo os arredores do bairro estão valorizados", considera.

 

Em Itaboraí, o Centro também é a área de maior valorização, de acordo com Josenilson Cotrim, auxiliar administrativo da Solimóvel. Ele também destaca a área de proximidade com o complexo petroquímico como mais valorizada na cidade.

 

"A proximidade com a principal avenida que corta a cidade, a 22 de maio, é um importante fator de valorização. Além disso, o centro oferece comércios e bancos, que facilitam muito a vida dos moradores. Venda das Pedras pode ser citado como segundo bairro com maior valorização em 2014, em função da proximidade com o Comperj e, por isso, com uma grande demanda para moradia por parte dos que trabalham no local", declara.

 

O imóvel do corretor e correspondente bancário Renato Ventura valorizou aproximadamente 40%, em um ano e meio, na área central de Itaboraí. Segundo ele, os investimentos na infraestrutura local é uma das principais causas para esse aumento.

 

"Comprei minha casa pelo valor de R$ 300 mil e já tive uma oferta de R$ 500 mil por ela. Investi em melhorias, como a área de lazer, mas independente disso, a valorização dos imóveis aqui no condomínio chega a até 40%. Acredito que os investimentos em melhorias nas áreas públicas têm contribuído para isso, principalmente nos bairros de Outeiro das Pedras, Ampliação e Bonfim", finaliza o corretor de imóveis.

Outras Notícias
  • Fotos Calle Due -em Acompanhe a Obra
  • Fotos Calle Due
  • Calle Uno
  • Calle Firenze
  • Apartamento Decorado Calle Due
  • Calle Firenze
  • Calle Due - Fotos em Acompanhamento da Obra
  • Calle Firenze fotos
  • Novas fotos Calle Firenze
  • Projeto Região Oceânica Sustentável
  • Novas fotos Calle Firenze.
  • Fotos Calle Uno 10/11/15
  • Fim de ano aquecido
  • Setor de construção pede reformas rápidas ao próximo presidente